Clique abaixo para nos ajudar
Conectar-se

Esqueci minha senha

Estamos no Facebook
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Quem está conectado
26 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 2 Motores de busca

newtonrio

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 468 em 1/3/2012, 10:43
Erro de compatibilidade de cores

28/3/2017, 10:59 por Clebervfp

Boa dia, estou com um problema com vfp9, se alguém poder me ajudar fico agradecido!

Tenho um …

Comentários: 0

Espessura do cursor intermitente

7/3/2017, 09:08 por Jefferson Matakas

Bom dia a todos !!

Existe uma opcao no windows que pode ser acessada atraves da 'central da …

Comentários: 0

DESENVOLVIMENTO EM REDES

4/3/2017, 18:45 por AJC

Pessoal tem ou conhece livros ou material para programação em
redes usando banco de dados nativo …

Comentários: 0

USAR REPORT FORM

30/12/2016, 09:06 por AJC

Pessoal bom dia,
Estou com um grande problema, já pesquisei muita coisa sobre report form, mas o …

Comentários: 4

Como preencher campos vazios

9/2/2017, 11:55 por Linghston

Pessoal boa tarde,

É o seguinte, eu preciso preencher os campos de uma coluna da tabela DBF que …

Comentários: 2

Estatísticas
Temos 7042 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de brunobpc77

Os nossos membros postaram um total de 32 mensagens em 18 assuntos

Pane na web: provedor sequestra 10% do tráfego da Internet

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pane na web: provedor sequestra 10% do tráfego da Internet

Mensagem por Marcos Guedes em 13/4/2010, 11:10

Problema redirecionou sites da Dell, Apple e CNN para a China; mais de 30 mil redes foram afetadas.

Pela segunda vez em duas semanas, problemas de configurações em servidores da China comprometem a estrutura da Internet. Nesta quinta (8/4), dados de roteamento de um pequena provedor de internet chinês, o IDC China Telecommunication foram retransmitidos pela estatal China Telecommunications e disseminados pela Internet, afetando provedores de telecomunicações como AT&T, Level3, Deustche Telecom, Qwest e Telefonica??.

"Há um grande número de provedores de acesso à Internet em todo o mundo que aceitou essas configurações incorretas”, destaca o diretor técnico da empresa de monitoramento da Internet Renesys, Martin A. Brown.

Segundo Brown, o incidente começou por volta das 11 horas da manhã e durou cerca de 20 minutos. Durante esse tempo, a IDC China Telecommunication transmitiu informações incorretas de roteamento para entre 32 mil e 37 mil redes, redirecionando-as para a IDC China Telecommunication, ao invés de seus legítimos sites.

Entre essas redes estão cerca de 8 mil operações norte-americanas, incluindo os sites da Dell, CNN, Starbucks e Apple. Mais de 8,5 mil redes na China, 1,1 mil na Austrália e 230 da France Telecom também foram afetadas.

Essas informações de direcionamento incorretas podem ter simplesmente feito com que todo o tráfego da Internet dessas redes não atingisse seu destino ou mesmo que os usuários fossem redirecionados para computadores com arquivos nocivos na China.

Embora o fato pareça ter sido um acidente, ele mostra a fragilidade do Border Gateway Protocol (BGP), um protocolo crítico e questionado usado para “agrupar” a Internet.

Os dados do BGP são usados para direcionar o tráfego da Internet. Basicamente, os pequenos provedores de Internet "apresentam" o tráfego de BGP para as redes que eles controlam. Essa informação é agrupada e então compartilhada com grandes provedores.

Nesse ponto aconteceram os problemas de ontem. Por alguma razão, o provedor chinês compartilhou suas rotas com dezenas de milhares de redes (cerca de 10% da Internet). Normalmente, o IDC China Telecommunication envia esses dados para 30.

A informação incorreta foi aceita pela China Telecommunications (um grande provedor), que compartilhou os dados com outras grandes empresas de Internet. Em minutos, o dado corrompido se espalhou pelo mundo.

Os provedores podem ter aceitado as informações que levam ao “sequestro” do tráfego, mas isso não significa, com certeza, que os internautas foram redirecionados. Isso porque é comum aos roteadores trabalharem com várias rotas BGP, e enviar o tráfego para a que consideram mais adequada. Com frequência, usam a mais curta disponível. Em muitas redes nos Estados Unidos, os internautas foram levados para os servidores da Apple, por exemplo, ao invés de serem direcionados para o provedor chinês.

Esta não é primeira vez que o protocolo de roteamento causa problemas na Internet. Há duas semanas um caso semelhante, também na China fez, com que o tráfego de Internet no Chile fosse redirecionado para um servidor de DNS (Domain Name Sytem) na China. E há dois anos uma informação incorreta de roteamento de BGP no Paquistão fez com que o YouTube sumisse da Internet por algum tempo.

Fonte:
- IDG NOW

_________________
Marcos Guedes - Programador e desenvolvedor Web.


Visite o nosso portal:
http://portal.programacaobrasil.com

Marcos Guedes
Webmaster
Webmaster


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum