Clique abaixo para nos ajudar
Conectar-se

Esqueci minha senha

Estamos no Facebook
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Quem está conectado
15 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 15 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 468 em 1/3/2012, 10:43
Erro de compatibilidade de cores

28/3/2017, 10:59 por Clebervfp

Boa dia, estou com um problema com vfp9, se alguém poder me ajudar fico agradecido!

Tenho um …

Comentários: 0

Espessura do cursor intermitente

7/3/2017, 09:08 por Jefferson Matakas

Bom dia a todos !!

Existe uma opcao no windows que pode ser acessada atraves da 'central da …

Comentários: 0

DESENVOLVIMENTO EM REDES

4/3/2017, 18:45 por AJC

Pessoal tem ou conhece livros ou material para programação em
redes usando banco de dados nativo …

Comentários: 0

USAR REPORT FORM

30/12/2016, 09:06 por AJC

Pessoal bom dia,
Estou com um grande problema, já pesquisei muita coisa sobre report form, mas o …

Comentários: 4

Como preencher campos vazios

9/2/2017, 11:55 por Linghston

Pessoal boa tarde,

É o seguinte, eu preciso preencher os campos de uma coluna da tabela DBF que …

Comentários: 2

Estatísticas
Temos 7039 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de missias

Os nossos membros postaram um total de 32 mensagens em 18 assuntos

Devo fazer faculdade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Devo fazer faculdade

Mensagem por Marcos Guedes em 23/4/2009, 13:30

As Faculdades de Hoje

Assim como o Paulino, a maioria das pessoas deve ter a noção que a faculdade “não prepara o aluno para o mercado de trabalho”, outros vão dizer exatamente o contrário, “que o problema é que as faculdades justamente só focam no mercado de trabalho, deixando o acadêmico de lado.”

Para mim existem dois tipos de faculdades: as primeiras são as tradicionais sérias como as federais e algumas estaduais como USP, Unicamp, UFRJ, ITA. Essas são as vistas como “que não preparam o aluno para o real mercado de trabalho”.

O segundo tipo são as comerciais, os tipos que oferecem os cursos fast-food de 2 anos ou menos, diplomas relâmpago, faça dois-cursos-em-um, etc das quais nem vou citar os nomes pois são óbvios. Esses são os tipos vistos como “que só focam – male-male – no mercado de trabalho.”

O objetivo de uma faculdade não deve ser preparar uma pessoa para “o mercado de trabalho”. A faculdade é o ponto final do processo educativo formal que começa no primeiro grau para preparar um indivíduo “para a vida”. O objetivo deveria ser: preparar um indivíduo para evoluir sozinho, prezar pelo auto-conhecimento, prezar pelo respeito ao próximo, aos deveres cívicos. A ter gosto pela descoberta, pelo pensamento racional e independente, a incentivar a experiência através da tentativa-e-erro sistemático de melhoria contínua. O sistema educacional deveria ser um mecanismo para ensinar ao aluno, ao longo dos mais de 10 anos formais, como pensar e agir por conta própria, com consciência dos atos, com atitude baseada em conhecimento, pelo método científico acima de tudo.

Em vez disso, o aluno sai do sistema educacional com a seguinte proposição: faço tudo que me mandarem fazer, tudo que me disserem é verdade e não precisa ser averiguado, e tudo que aprendi até agora é o suficiente para me considerar um bom profissional. Resumindo, o aluno sai da faculdade com os valores completamente corrompidos. Metade da culpa é do sistema, metade da culpa eu ainda coloco no aluno – porque eu também passei pelo mesmo sistema.

As faculdades consideradas de primeira linha, como uma USP, ainda tem um âmbito mais acadêmico e, portanto, mais experimental, mais desafiador e mais interessante que – se o aluno tiver boa disposição – pode levar realmente a abrir boas portas. Alunos de faculdades desse tipo tem mais tempo, costumam ter mais poder aquisitivo, se tiverem a cabeça certa terão acesso a professores e material com muito mais perspectiva. Estou sendo generalista, nem todos os professores são bons, nem todos os alunos são interessados, mas não costuma ser o normal.

As faculdades de segunda linha, as comerciais, tem como único objetivo serem fábricas de diplomas. Elas apresentam, de maneira absolutamente superficial e descartável, todos os termos técnicos e procedimentos básicos que os empregos de base costumam pedir. É uma peça de um quebra-cabeça cruel cujo único objetivo é banalizar o ensino e o ofício. Claro, estou sendo generalista, afinal existem bons professores e algumas pessoas bem intencionadas, mas não é o normal.

O sistema educacional tradicional como um todo é baseado em dogmatização muito mais que em aprendizado propriamente dito. Todos os alunos, até o fim do segundo grau, são máquinas de decoreba. As faculdades comerciais seguem o mesmo ritmo: decore, faça as provas e ganhe um diploma. Simples, fácil, sem esforço (repito: sem esforço).
Clique aqui para acessar a fonte!

Marcos Guedes
Webmaster
Webmaster


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Devo fazer faculdade

Mensagem por hugo em 28/11/2009, 22:50

bom texto! gostei!
avatar
hugo
Usuário 5 Estrelas
Usuário 5 Estrelas


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum